Capítulo I – Agradecimentos

Se hoje aqui estou, a escrever a história que agora estão a ler, o devo a imensas pessoas.

Às minhas queridas tias. Como vos amo.

Ao meu marido... nem tenho palavras por tanto que deu a este projeto.

Aos meus maravilhosos pais que todos os dias estão ao meu lado.

Ao meu irmão, à minha “mana” Tali.

E finalmente, mas não menos importante à minha Teté e ao seu To-Zé!

Capítulo II – O começo

 

Passaram 10 anos. E eu, nem acredito que estou a reescrever esta história.

Amor, amor e amor é o que a move.

 

" Era uma vez… é assim que as histórias mais especiais começam, e esta para mim é sem dúvida uma história muito, muito especial… a minha!

 

 Lembro-me tal e qual como se fosse hoje...  

Aquelas mãos, aqueles aromas… não em épocas especiais, mas em cada dia do ano...Olhava para cada prato, para cada sobremesa e tudo tinha aquele toque tão mágico que fazia os meus olhos brilharem...

Autênticas obras primas, confecionadas pelos seres humanos mais fantásticos que até hoje conheci e pelos quais tive o privilégio de ser criada e educada... As minhas queridas Tias-Avós Aurora, Madalena e Maria.

  

Enquanto a Tia Madalena e a Tia Maria cuidavam de tudo no exterior e preparavam de grosso modo os ingredientes para confecionar, lá estava a Tia Aurora, com os seus passos de bailarina e com as suas mãos de fada, a fazer a colher de pau dançar ao som do tacho que batia, da forma que usava, do prato que elaborava...

  

Muito pequenina, comecei a folhear as milagrosas receitas da Tia Aurora. Receitas de uma vida a servir protocolarmente, ministros, deputados, e muitas outras altas individualidades nacionais e internacionais que passavam pela casa do Senhor Embaixador. E ali ficava, deliciando-me com todos aqueles livros, com a organização de cada apontamento e até chamadas de atenção que corrigiam algumas receitas...

 

Fui crescendo e a curiosidade também.

Quando dei por mim, estava na cozinha da Mamã a tentar fazer uma sobremesa surpresa para o jantar. E ia fazendo, hoje uma coisa, amanhã outra... Aquele bichinho estava bem aqui dentro, mas como em tudo, o começo não foi fácil... Bolos queimaram, outros não cozeram, outros baixavam, enfim... No entanto, a família lá dizia que estava bom. Desde essa altura, nunca mais as minhas mãos pararam. De repente, estava a confecionar os bolos para a família, para os amigos, para os amigos dos amigos e tentava improvisar uma decoração com flores naturais, fitas de cetim ou algo que estivesse à mão e pudesse enriquecer a decoração de um tão simples bolo caseiro. Hoje quando olho, lá penso... era o que tinha.

 

Até que, um dia chego a Lisboa para ficar definitivamente e, encontro o resto do meu mundo!...

 

Para além de poder continuar a finalizar a minha formação académica na área da Saúde (Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas) podia concretizar o meu sonho. Lembro-me que quando entrei naquele espaço não conseguia acreditar que ali, era tudo o que eu tinha sonhado durante tanto tempo... estava nervosa, ia fazer o meu primeiro workshop…mas naquele momento tive uma certeza, já nada mais seria igual. Quando saí, só tinha uma vontade… a de voltar a entrar e jamais sair daquele sitio maravilhoso onde queria aprender tudo. E assim foi. Formações, workshops, consulta de livros, sites, dois “grandes” diplomas, incluindo já o de Mestre recebido no final do Curso Master da Escola Norte Americana Wilton, Mestre na escola Inglesa PME, entre outros após aprendizagem com muitos nomes nacionais e internacionais e um prémio internacional (medalha de prata).

Capítulo III - Passados 10 anos

Mudámos de atelier duas vezes, refrescámos a nossa imagem. Nasceu um novo site.

Muito mudou, muito aprendemos e crescemos. E, é assim que queremos continuar.

Mas este tempo não foi sempre doce como os doces. No entanto, fui compensada com anjos da terra que se juntaram a mim e tudo fazem pela MCS. São pessoas muito, muito especiais. São as minhas pessoas que estão sempre presentes.

O meu marido (sempre ao meu lado. Como te amo!), a minha Mamã e o meu Papá (fazem o sacrifico diário de estar longe um do outro,  para que a minha Mamã possa ser o meu braço direito) A minha Teté (mais uma Mãe emprestada que a vida me deu). Costumo dizer que noutra vida foi gémea da Tia Aurora. São iguais!

Capítulo IV - Especificação de Formações

Nível 1- Pasta de Açúcar

Nível 2- Pasta de Açúcar

Modelagem Animais

Modelagem Anatomia

Modelagem de Flores

Bolachas Decoradas

Pintura em Pasta de Açúcar

Impressão com Stencil

Wilton 1

Wilton Master Course

PME Sugar Paste

PME Sugar Flowers

PME Royal Icing

PME Master Course

Glacê Real 

Capítulo V - A Equipa do Coração

  • Facebook logo
  • Instagram%20logo_edited

©2020 por MCS